A modelagem hidrodinâmica do Sistema Estuarino do rio Amazonas

Você já ouviu falar em modelagem hidrodinâmica? A modelagem hidrodinâmica é uma representação computacional dos fluidos e do escoamento de um determinado ambiente real. Ou seja, de um rio, de um lago ou de um estuário. Esta etapa ocorre depois de todas as coletas in situ e dos tratamentos dos dados de determinado ambiente.

Localização do Sistema Estuarino do rio Amazonas e os principais corpos hídricos

A modelagem hidrodinâmica pode ser aplicada em qualquer corpo hídrico. Assim, a modelagem foi utilizada em um dos maiores rios do mundo, o rio Amazonas! Além dele, o rio Tapajós, o Xingu e o Tocantins também foram inclusos no modelo desenvolvido por Borba & Rollnic (2016). Esse conjunto de rios foi denominado de Sistema rio Pará-Amazonas, localizado no Pará.

A modelagem hidrodinâmica pode ser feita através de diversos programas, como o MIKE, o SisBaHiA, o Delft 3D, entre outros. No desenvolvimento do modelo do Sistema rio Pará-Amazonas, foi utilizado o Delft3D. Para conseguir adquirir os dados do modelo, os autores adicionaram cinco seções transversais (L1 a L5) para avaliar a descarga fluvial neste sistema estuarino.

Localização das 5 seções na malha para a quantificação da descarga.

A partir disso, os autores observaram um padrão de circulação entre os canais do sistema. As seções L1, L4 e L5 apresentam escoamento em direção ao oceano. As seções L2 e L3 apresentaram direção ao rio acima. 

Essa informação é de extrema importância para o gerenciamento deste ambiente, pois mostra qual seria o comportamento de uma partícula nociva no sistema. Ou seja, dependendo de qual canal a problemática ocorresse, a partícula nociva poderia ser levada rio acima ou ao oceano.

Quer saber mais? Se liga no OCA Acadêmico! Lá você encontra todos os trabalhos produzidos pela nossa equipe e pesquisadores da Amazônia.

Referência

Borba, T.A.C. and Rollnic, M., 2016. Runoff quantification on Amazonian Estuary based on hydrodynamic model. In: Vila-Concejo, A.; Bruce, E.; Kennedy, D.M., and McCarroll, R.J. (eds.), Proceedings of the 14th International Coastal Symposium (Sydney, Australia). Journal of Coastal Research, Special Issue, No. 75, pp. 43-47. Coconut Creek (Florida), ISSN 0749-0208. https://www.jcronline.org/doi/pdf/10.2112/SI75-009.1

Share on facebook
Share on twitter
A modelagem hidrodinâmica do Sistema Estuarino do rio Amazonas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Rolar para o topo
pt_BR